TarifaZero.org

uma cidade só existe para quem pode se movimentar por ela

Siga-nos no Twitter Acesse o nosso Flickr Siga-nos no Facebook Acesso o nosso Vimeo Feed


Um edital que interessa a todos os paulistanos

agosto 28, 2015 por: admin categoria: artigos

edital-licitacao-onibus-carol

Por Márcia Gregori*

No dia 8 de julho, foi aberto para consulta pública, pelo prazo de um mês, o edital de licitação dos contratos de ônibus de São Paulo. O prazo foi estendido por mais três semanas – até 31 de agosto – por pressão de várias entidades e grupos, entre os quais a Rede Nossa São Paulo, o Greenpeace e o GT Mobilidade Urbana da Rede Butantã. No entanto, ofuscado pela inócua discussão sobre a velocidade nas marginais, o edital não está sendo discutido com a profundidade e a dedicação que o tema exige e merece.

O documento é bastante complexo, com milhares de páginas divididas em vários anexos diferentes, redigidos numa linguagem altamente técnica e difícil para o cidadão comum se aprofundar, sobretudo em tão pouco tempo. Apesar dessas dificuldades, alguns grupos e pessoas têm se dedicado a ler e discutir o material. Afinal, trata-se do principal meio de transporte na cidade de São Paulo e da principal forma de locomoção de milhões de pessoas. É fundamental, portanto, que os novos contratos valorizem e priorizem, antes de qualquer outro aspecto, o usuário do sistema. continua →

Mobilidade, direito social

agosto 27, 2015 por: admin categoria: artigos

imagem_materia

Falta pouco para o Congresso reconhecer o transporte como direito social na Constituição, mas parece que falta quem dê a devida visibilidade à conquista

por Paulo Cesar Marques da Silva*

A iniciativa foi da deputada Luíza Erundina, do PSB de S. Paulo. Ela é autora da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n. 90/2011, que altera a redação do artigo 6o. para incluir transporte como direito social, ao lado da educação, da saúde, da alimentação, do trabalho, da moradia, do lazer, da segurança, da previdência social, da proteção à maternidade e à infância, e da assistência aos desamparados. continua →

Tarifa zero | Clessio Mendes & Junia Guedes | TEDxBeloHorizonte

agosto 26, 2015 por: admin categoria: vídeos

Em março de 2014 o governo de Paris anunciou a adoção da tarifa zero como medida emergencial para minimizar a poluição da cidade. Em Barcelona, 50% da receita do transporte coletivo é subsidiada pela prefeitura. É consenso no mundo todo que o transporte público é um direito fundamental como a educação, a coleta de lixo, a energia elétrica, entre outros. Por que então o Brasil adota mecanismos de cobrança tão diferentes para serviços essenciais? Essa é a pergunta fundamental do Tarifa Zero BH, um projeto de política pública que faz parte de um movimento internacional e pretende democratizar o acesso ao transporte sem a cobrança direta ao usuário final, mas a partir do orçamento público. continua →

marcadores:

Jovem baleado por funcionário da empresa de transporte em BH por desejar se deslocar pela cidade mesmo sem ter grana

agosto 24, 2015 por: camarada_d categoria: daniel guimarães

No Rio, jovens pobres impedidos de circular pela cidade, na região metropolitana do Belo Horizonte, jovem é assassinado ao tentar se deslocar pela cidade mesmo sem ter dinheiro para pagar. Para além dessas tragédias escancaradas, muitas pequenas misérias silenciosas se repetem dia após dia, fruto do impedimento da vida circular.

Tarifa zero e transporte abundante custeado pelos setores mais ricos da sociedade é uma questão de bem estar, segurança, desenvolvimento econômico, político e amoroso para a população.

do R7: Jovem baleado por fiscal do Move morre em Belo Horizonte  continua →

marcadores:

A rebeldia compensa!

agosto 21, 2015 por: camarada_d categoria: lúcio gregori, vídeos

Fala de Lúcio Gregori na abertura do evento Cidades Rebeldes no dia 9 de junho de 2015, a partir de 1 hora e 10 minutos.

“A rebeldia compensa. É uma conclusão que cheguei clara e firmemente depois de 2013. Compensou pela revogação do aumento da tarifa em mais de cem cidades. Mas tem outros exemplos que mostram que ela compensa porque o aparato político brasileiro dos partidos, inclusive os de esquerda, não está preparado para absorver a rebeldia, para entender e lidar com a rebeldia. Existe um movimento chamado Rede Butantã, que fez um grupo de mobilidade, e que fez um projeto detalhado do sistema de transporte coletivo desejado pela população naquele local. E protocolou esse estudo, através de debates na subprefeitura, na secretaria dos Transportes etc. Que resposta teve? Nenhuma! O aparato formal da participação popular no Brasil não sabe lidar com isto. Mas na outra ponta, o movimento de transporte Extremo Sul, associado ao Movimento Passe Livre, no fundão da Zona Sul de São Paulo, Marsilac e tantos outros lugares, fez uma rifa, com esta rifa contratou um transporte coletivo à tarifa zero que serviu à população durante um tempo. E mais, interviram, interrompendo uma aula que o prefeito de São Paulo dava na Universidade de São Paulo, pelo que foram seguramente muito criticados por muitos, por fazer um ato dessa natureza, convenceram o prefeito a ir a Zona Sul, ele foi, e como resultado disso a prefeitura vai criar uma linha de transporte coletivo. E mais, vai criar uma linha de transporte experimental por 180 dias à tarifa zero! Conclusão: a rebeldia compensa!”

 

Senado vai votar direito ao transporte

agosto 21, 2015 por: paique categoria: blogs, paíque

No próximo dia 26 de agosto será iniciada no Senado a votação do segundo turno da PEC 90/PEC74, que inclui o Transporte como direito social no artigo 6º da constituição.

Apesar de constantemente acompanharmos a evolução da pauta não tínhamos ainda a dimensão precisa de como se dará processo de votação. Em um debate numa lista eletrônica foi apresentado o seguinte cenário: esta será a primeira sessão em segundo turno. São for feito nenhum acordo para que a votação será acelerada, serão três sessões até que seja votado. Ou seja, a possibilidade mais próxima é de que a PEC 74 seja aprovada na semana de 31/08 a 04/09, segundo análise deste colega de lista eletrônica. continua →

marcadores:

O prefeito e o gerente

fevereiro 20, 2015 por: lucio_gregori categoria: geral

A entrevista do prefeito de São Paulo Fernando Haddad, à radio Jovem Pan no último dia 12 merece consideração. Tem repercutido muito nas mídias sociais (ouça ela aqui).

Entendo que essa entrevista mostra algo de muito interessante sobre algumas questões que revelam as contradições sobre o entendimento atual do que é  governar no país. Sobretudo se o discurso for feito dentro das limitações e do quadro de referência impostos pela mídia e pelo “mercado” onde se situam,  hoje, as disputas políticas no país. continua →

A tarifa como controle social e o racismo neoliberal

fevereiro 07, 2015 por: camarada_d categoria: artigos

por Movimento Passe Livre Rio de Janeiro

policia-revista-suspeitos-blitz-manguinhos

Polícia Militar já declarou que vai aumentar seu efetivo de agentes para supostamente conter os arrastões nas praias na Zona Sul do Rio de Janeiro. Na prática, a tal OPERAÇÃO VERÃO tem como meta promover revistas e coação nos ônibus vindos da Zona Norte, principalmente das favelas do Jacarezinho e do Complexo do Alemão. Não por coincidência, os principais alvos dela são os usuários negros desse transporte coletivo. E isso tem ocorrido não só no município do Rio, mas em outras cidades do Estado do RJ. continua →

Para não confrontar empresários, Haddad tenta desqualificar MPL

fevereiro 05, 2015 por: admin categoria: artigos

por Toninho Vespoli, vereador de São Paulo pelo PSOL

Recentemente a revista Caros Amigos publicou uma entrevista com o prefeito Fernando Haddad. Quero destacar aqui os comentários que ele faz em relação ao Movimento Passe Livre. Antes de qualquer coisa é importante salientar que o PSOL não tem relação nenhuma com o movimento, a não ser de apoio à sua pauta. O MPL é um movimento autônomo, horizontal e sem vínculos partidários. Acostumar com essa forma de organização é de fato estranho para todos nós que estamos acostumados com instâncias partidárias hierárquicas, mas temos que fazer um esforço para compreender e dialogar com essas novas formas de organização política. Entretanto o prefeito optou pela desqualificação do movimento. continua →

Maricá, a cidade do passe livre

fevereiro 04, 2015 por: admin categoria: notícias

por Renan Truffi

O município de Maricá, no Rio de Janeiro, enfrenta empresários de transportes e implanta ônibus com tarifa zero

A catraca, símbolo maior da cobrança de tarifa no transporte público brasileiro, continua lá para registrar o número de passageiros. Mas a cadeira do cobrador agora está vazia. Ninguém precisa pagar mais. É assim desde 18 de dezembro do ano passado em Maricá, município fluminense na Região dos Lagos. Há pouco mais de um mês, a prefeitura local fundou a Empresa Pública de Transportes (EPT) e instituiu o passe livre para todos. O objetivo, o prefeito Washington Quaquá (PT-RJ) admite, é “quebrar o monopólio” das empresas que detêm o serviço há pelo menos 25 anos na cidade. continua →

marcadores: ,

[MPL história] Fundação do MPL no jornal O Independente, do CMI Floripa

fevereiro 03, 2015 por: admin categoria: impressos

Página do 3º número do jornal O Independente, do CMI Floripa, sobre a fundação do MPL em 2005. Contém a lista das delegações das 29 cidades presentes no encontro. Clique aqui para visualizar/baixar

marcadores:

A hora de se inspirar nos jovens e virar gente grande

fevereiro 03, 2015 por: admin categoria: artigos

Trecho do texto “Vamos precisar de um balde maior”, de Eliane Brum:

“Agora que as figuras paternas e maternas ruíram – e a gente tem certeza disso quando, diante da catástrofe em curso, elas mandam rezar para um Pai maior ou invocam São Pedro – seria uma boa hora para virar gente grande. E recuperar a amplidão da política, como nos lembraram os manifestantes de 2013. E continua a nos lembrar o Movimento Passe Livre em 2015, com os protestos pela tarifa zero. Precisamos ser eternamente gratos a esses jovens tão jovens, porque têm sido eles os verdadeiros adultos, no sentido de apontar que o rei está nu (e perdido) e somos nós que temos de assumir a responsabilidade de pensar a cidade. Cada vez que eles vão para as ruas contra o aumento da tarifa do transporte público, o que fazem é uma denúncia profunda do modelo desastroso de ocupação urbana e da opção criminosa pelo transporte privado e individual. Lembram-nos de que, sem a liberdade de ir e vir, não somos nada além de coisas. São eles que se movem diante da paralisia alienada dos mais velhos – e a experiência de literalmente se mover nas manifestações, por ruas de uma cidade que não se move, é de uma enorme força simbólica.”

marcadores: ,

O Movimento Passe Livre

fevereiro 02, 2015 por: admin categoria: artigos

mpllowy

Por Michael Löwy.

Como todos sabem, foi a luta do Movimento Passe Livre (MPL), movimento a favor dos transportes públicos gratuitos e mobilizado contra o aumento da passagem do ônibus, que desencadeou a ampla e impressionante mobilização popular no Brasil em junho passado, colocando centenas de milhares de pessoas, se não milhões, nas ruas das principais cidades do país. Quais lições podemos tirar dessa experiência e qual é o alcance social, ecológico e político da luta pelo transporte gratuito? continua →

marcadores:

[MPL história] Resoluções tiradas na Plenária Nacional pelo Passe Livre – 29 de janeiro de 2005

fevereiro 02, 2015 por: admin categoria: geral

Resoluções aprovadas no dia 29 de janeiro, na Plenária Nacional pelo Passe-Livre, realizada no espaço Caracol Intergalactika durante a quinta edição do Fórum Social Mundial.

Sobre princípios gerais

O Movimento pelo Passe Livre é um movimento autônomo, independente e apartidário, mas não anti-partidário. Nossa disposição é de Frente Única, mas com os setores reconhecidamente dispostos à luta pelo Passe-Livre estudantil e pelas nossas perspectivas estratégicas. Os documentos assinados pelo Movimento devem conter o nome Movimento pelo Passe-Livre, evitando, assim, as disputas de projeção de partidos, entidades e organizações. continua →

marcadores:

[MPL história] Relato sobre a Plenária Nacional pelo Passe Livre

fevereiro 02, 2015 por: marcelo_pomar categoria: marcelo pomar

por Marcelo Pomar

Plenária Nacional pelo Passe Livre
29 de janeiro de 2005
Porto Alegre – RS

A Plenária realizada em Porto Alegre foi um passo decisivo rumo a construção de um movimento nacional, amplo, de Frente Única, pelo Passe Livre estudantil. As características desse movimento, o caráter desta Frente Única, e a extensão dessa luta guardam em si potencialidades grandiosas em relação à construção do movimento social nos centros urbanos desse Brasil.

As condições objetivas em relação ao transporte coletivo urbano na maioria das cidades são bastante deploráveis, e guardam relação direta com o tipo de concepção que vigora, em geral, acerca da natureza e da forma de funcionamento do transporte. O controle da iniciativa privada em um setor essencial à atividade plena de uma determinada sociedade, o peso do lucro dentro dessa concepção, e a quem se dirige esse serviço, levam com que o transporte coletivo urbano seja um dos elementos de maior relevância no orçamento familiar no Brasil, segundo estudos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) . continua →

marcadores: