Reunião para novos membros do MPL Joinville neste domingo

Neste domingo (2), às 15 horas, acontecerá a reunião de novos membros do Movimento Passe Livre Joinville, no Centro de Direitos Humanos. Haverá uma ampla discussão sobre mobilidade urbana na cidade. A reunião de novos membros acontece mensalmente e serve para apresentar o MPL para pessoas interessadas em discutir o transporte coletivo. Portanto, tragam ideias. O debate é fundamental para o crescimento do movimento. PASSE LIVRE JÁ!

Reunião de Novos Membros
Quando: 02/05/2010 (Domingo), às 15 horas
Onde: Centro de Direitos Humanos – CDH (R: Dr. Plácido Olímpio de Oliveira, 660, Bucarein – em frente à boate Ivyx)

[Expansão Metrô SP] Alguém viu R$ 1,3 bilhão por aí?!

A urgência da notícia me obriga ir direto ao ponto, sem rodeios: o Jornal da Tarde de 26 de abril (segunda-feira) informa que o Governo do Estado de São Paulo deixou de investir R$ 1,3 bilhão na expansão da rede de metrô da capital paulista em 2009.

Segundo as informações obtidas no próprio site do Programa de Expansão SP, o montante previsto para as obras metroviárias era de R$ 3,3 bilhões. No entanto, a prestação de contas divulgada no Diário Oficial do Estado pela Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) indica até o momento foram aplicados R$ 2 bilhões.

Levando em conta os dados aqui apresentados, restam algumas questões a serem respondidas.

Continue reading “[Expansão Metrô SP] Alguém viu R$ 1,3 bilhão por aí?!”

Algumas opiniões críticas sobre o sistema de transporte de Bogotá “Transmilenio”

Muito se tem falado das vantagens/benefícios do sistema de transporte “Transmilenio” de Bogotá, ressaltando sua eficiência, sua administração exemplar, sua pontualidade nos serviços, sua rapidez e grande contribuição à circulação dos mais de 8 milhões de pessoas que vivem na capital colombiana. Contudo, estas são meias verdades, dado que os grandes meios de comunicação em nível nacional e internacional não mostram alguns pontos críticos deste sistema, tais como:

– Transmilenio foi criada mediante o Acordo 4/1999, através do qual se autorizou à administração a construir uma sociedade anônima de caráter/fim/ânimo comercial com financiamento de entidades públicas distritais. O projeto inicial definia que a infra-estrutura seria construída e mantida pelo Estado, enquanto que a operação e prestação do serviço de transporte coletivo estaria a cargo de empresas privadas de transporte. Ou seja, é um sistema onde o Estado constrói a infra-estrutura com os impostos de todos os cidadãos, para que o interesse privado (representado em certos grupos investidores) obtenham todos os lucros. É um desses casos onde os governos fazem todo o possível para dar facilidades ao capital (neste caso nacional e estrangeiro) para que venha aos nossos países, invistam e levem todos os lucros fruto da prestação de um serviço público, como é o de transporte. Continue reading “Algumas opiniões críticas sobre o sistema de transporte de Bogotá “Transmilenio””

Deputado Amauri Soares (PDT/SC) defende a gratuidade no transporte coletivo

“O poder público, nas três esferas, precisa criar mecanismos para o barateamento [das tarifas]. E o ideal, o bom, o correto: a gratuidade no transporte coletivo. Alguém pode dizer que isso é utopia, um sonho, um devaneio, um desejo ideológico. Mas, cada vez mais, com o crescimento das cidades, tem se mostrado que o transporte coletivo – que, repito, é uma concessão pública – precisa ser tratado como coisa pública e não como fonte de lucro privado para alguns empresários”. Continue reading “Deputado Amauri Soares (PDT/SC) defende a gratuidade no transporte coletivo”

[Joinville, SC] Contra o aumento 2010

Nós, usuários e usuárias do transporte coletivo, ainda não compreendemos o último reajuste na tarifa do zarcão para R$ 2,30, nem descansamos das seguidas manifestações contra o AUMENTO. Os políticos e empresários estão querendo a nossa permanência nas ruas.

Os empresários em questão são da família Bogo e Harger, proprietários da Gidion e Transtusa respectivamente, junto ao Prefeito Carlito Merss estão articulando um novo AUMENTO da tarifa – a informação é chegará aos R$ 2,65. Continue reading “[Joinville, SC] Contra o aumento 2010”