Bilhete unitário do Metrô Rio sobe para R$ 3,10 no dia 2 de abril

Valor foi aprovado pelo Conselho Diretor da Agetransp.  Reajuste foi baseado no IGPM acumulado em um ano.

O Conselho Diretor da Agetransp aprovou, na terça-feira (22), o reajuste anual na tarifa do metrô. A partir do dia 2 de abril, o bilhete unitário vai custar R$ 3,10. Se mantidos os preços em outras capitais, o Metrô Rio passará a ser o mais caro do Brasil.

O índice do reajuste foi determinado pelo IGPM acumulado no período de janeiro de 2010 a janeiro de 2011, que foi de 11,5%. Em 2010, a tarifa não foi reajustada e manteve o valor cobrado em 2009, de R$ 2,80.

Retirado de http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2011/02/bilhete-unitario-do-metro-rio-sobe-para-r-310-no-dia-2-de-abril.html

Pela sétima vez, movimento vai às ruas protestar contra o aumento das passagens

por Michelle Amaral

Manifestação contra o reajuste das tarifas dos ônibus reúne 2,5 mil pessoas

Aconteceu nesta quinta-feira (24) mais uma manifestação contra o aumento das passagens dos ônibus municipais em São Paulo. O protesto foi realizado no centro da capital paulista e reuniu cerca de 2,5 mil pessoas. Continue reading “Pela sétima vez, movimento vai às ruas protestar contra o aumento das passagens”

Relato da 1ª Bicicletada Contra a Tarifa – Floripa

Nesta quinta-feira (24), cerca de 25 militantes da Frente de Luta pelo Transporte Público se reuniram na UFSC para a 1ª Bicicletada Contra a Tarifa. Com a concentração marcada para as 16h, as pessoas foram chegando aos poucos e puderam estampar suas camisetas com slogans da Frente com stencil, enquanto esperavam a saída, marcada para as 18h.

O trajeto foi decidido coletivamente, sendo escolhida uma rota que fosse da UFSC até o TITRI, por onde passamos brevemente, e daí à Udesc, passando pela Av. Beira Mar e pela Madre Benvenuta. Durante o trajeto, os militantes cantaram gritos de ordem e convidaram a população a se unir às lutas pelo transporte público. Na Udesc, houve passagens em salas de aula para convidar os estudantes para a reunião de sábado e para os próximos atos que forem marcados. A polícia realizou uma escolta por toda a manifestação e impediu a ocupação de mais de uma via nas maiores ruas, mas sem grandes incômodos à bicicletada.

3,14 não! Eu vou de bike com esse preço do busão! Vem! Vem! Vem pra luta, vem! Contra A TARIFA!

http://lataofloripa.libertar.org
http://twitter.com/lataofloripa
Frente de Luta pelo Transporte Público

Aumento da passagem é barrado em Belém

Na manhã dessa quarta-feira, 23/02, os trabalhadores e a juventude e movimento popular belenenses obtiveram uma grande vitória na luta em defesa do transporte público de qualidade. Pela primeira vez a prefeitura não consegue aplicar junto com o Sindicato das Empresas de Transportes de Belém ($ETRAN$BEL) o aumento no valor da tarifa de ônibus na região metropolitana. Esse ano a proposta dos empresários era que o valor da passagem subisse dos atuais R$ 1,85 para R$ 2,15, um aumento de 16%.

O movimento estudantil da capital paraense vem protagonizando desde o início do ano um conjunto de ações e mobilizações contra esse ataque. Foram feitas diversas colagens de cartazes pelo centro da cidade, feitas também panfletagens e agitações em pontos de grande circulação com o objetivo de dialogar com a população sobre a gravidade do aumento para o bolso dos trabalhadores e da falta de qualidade do transporte coletivo na cidade. No dia 03/02 foi realizado o primeiro ato de rua, onde o resultado do mesmo foi a garantia por parte da prefeitura da realização de audiência pública no dia 23/02.

Apesar da prefeitura ter confirmado presença no dia anterior  quando os manifestantes chegaram na audiência o local não estava disponível para que houvesse a mesma. A prefeitura tentou de todas as formas fazer com que ela não ocorresse, alegando não ter a planilha de custos dos empresários e pedindo para remarcar. Os presentes não aceitaram a falta de respeito do prefeito Duciomar Costa e organizaram passeata percorrendo o centro de Belém. Estudantes da UNAMA, de cursinhos, sindicalistas de várias entidades e movimentos populares marcharam até a sede da mesma. Depois de longa reunião ficou acordado pela administração do município que não haverá aumento da passagem de ônibus até a conclusão dos estudos que estão sendo feitos pela Companhia de Transportes de Belém (CTBEL) e que no dia 29/04, haverá audiência pública para se debater a situação do transporte e da tarifa de ônibus.

Essa é uma grande vitória de toda a população contra esse ataque dos empresários de ônibus. O Coletivo Estudantil Vamos à Luta tem sido protagonista desse processo em Belém junto com o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (SINTSEP-PA), o Sindicato dos Rodoviários de Ananindeua e Marituba (SINTRAM) e com o DCE UNAMA. Recentemente construímos um fórum conjunto com outras entidades para fortalecer essa mobilização. A vitória é parcial é preciso que haja muita mobilização até a nova audiência no dia 29/04. Entretanto é um fato inédito que a $ETRAN$BEL junto com a prefeitura não tenham conseguido aumentar a passagem. A CTBEL nunca fez um estudo sobre a situação do transporte. Isso só se deu porque houve mobilização. Parabéns a todos que participaram dessa luta até aqui. Agora é seguir mobilizado, para não deixar que haja nenhum aumento esse ano. Vamos à Luta!

http://vamosalutapa.blogspot.com/

Passe livre Já

por Lucas Conejero

Com imensa honra inauguro este espaço no site de CartaCapital. Meus artigos tratarão de temas ligados aos movimentos sociais e têm intuito de suscitar o debate em torno da ação direta

No começo do mês de janeiro, o preço da passagem nos coletivos da capital paulista saltou de R$2.70 para R$3, a maior tarifa do Brasil. Justificado pela prefeitura em contestável planilha de custos produzida pela São Paulo Transportes, o reajuste causou revolta e agitação no movimento estudantil paulistano. Continue reading “Passe livre Já”

Manifesto de intelectuais e artistas contra o aumento das passagens dos ônibus em São Paulo

Manifesto de Intelectuais e Artistas contra o aumento das passagens dos ônibus em São Paulo

Pela abertura das negociações sobre o aumento e contra a repressão policial

O valor da passagem de ônibus em São Paulo aumentou de R$ 2,70 para R$ 3,00 no dia 5 de janeiro. Desde esta data, grandes manifestações vêm demonstrando a insatisfação dos usuários com a precarização e o alto preço do transporte coletivo. Consideramos a reivindicação do movimento justa e de acordo com os anseios da maioria da população,  por isso optamos por declarar publicamente nosso apoio. Continue reading “Manifesto de intelectuais e artistas contra o aumento das passagens dos ônibus em São Paulo”

Prefeitura de SP “inflaciona” preço do diesel para justificar aumento da tarifa de ônibus

por Guilherme Balza

A Prefeitura de São Paulo justificou o aumento da tarifa de ônibus com base em preço de diesel superior à média comercializada no mercado. O reajuste, de R$ 2,70 para R$ 3 (11,1%), foi decretado pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM) em dezembro passado e entrou em vigor em 5 de janeiro deste ano.

A Lei Orgânica do município determina que, antes de o aumento começar a valer, o Executivo envie para a Câmara Municipal, com cinco dias de antecedência, documentos apresentando os custos que comprovem a necessidade do reajuste. Continue reading “Prefeitura de SP “inflaciona” preço do diesel para justificar aumento da tarifa de ônibus”

Oposição entra com mandado de segurança contra Kassab por causa do aumento do ônibus

Documento foi protocolado na manhã desta sexta-feira (18) no Tribunal de Justiça

O PT (Partido dos Trabalhadores), oposição a Gilberto Kassab (DEM), entrou com um mandado de segurança contra o prefeito no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), nesta sexta-feira (18), contra o aumento da tarifa do ônibus na capital. Continue reading “Oposição entra com mandado de segurança contra Kassab por causa do aumento do ônibus”

Nota da Frente de Luta pelo Transporte Público de Florianópolis

Chega de Tarifa!: Nota da Frente de Luta pelo Transporte Público de Florianópolis

A Frente de Luta pelo Transporte Público de Florianópolis, organização que reúne diversos movimentos, entidades e pessoas dispostas a lutar por um transporte verdadeiramente público, acessível e voltado aos interesses da população, após o anúncio da possibilidade de um novo aumento nas tarifas do transporte coletivo da cidade, voltou a organizar-se, e vem a público chamar o povo de Florianópolis a participar deste novo período da nossa luta, que se insere num contexto nacional de mobilizações em torno do transporte público.

Continue reading “Nota da Frente de Luta pelo Transporte Público de Florianópolis”