SP: após depredação, estação da CPTM terá entrada gratuita

Marina Novaes 

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) decidiu, nesta quinta-feira, liberar, por cerca de três dias, a entrada gratuita de passageiros na estação Francisco Morato, da linha 7-Rubi (Luz-Francisco Morato), até que as catracas destruídas no tumulto registrado pela manhã sejam consertadas. Mais cedo, uma falha elétrica paralisou, por cerca de uma hora e 50 minutos, a circulação de trens na linha 7-Rubi, o que gerou um protesto na estação, que foi parcialmente incendiada e depredada. Cerca de 400 mil passageiros utilizam a linha diariamente.

O tumulto terminou com cinco pessoas presas – quatro homens e uma mulher – e um adolescente detido por suspeita de participação nas ações de vandalismo. Dois funcionários da companhia ficaram feridos e foram lançadas bombas caseiras contra os policiais militares. A CPTM ainda irá calcular o tamanho do prejuízo.

“Nós não vamos deixar a estação fechada, (…) não vamos penalizar a população. Até que as catracas sejam consertadas, a entrada será gratuita”, disse o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, que condenou a ação de “vândalos” na estação.

De acordo com o secretário, o problema no sistema elétrico, ocorrido na estação da Luz (centro de São Paulo) por volta das 7h teria sido solucionado em 20 minutos, mas como cerca de 3.000 pessoas desceram dos trens e caminharam pelos trilhos, a normalização do sistema atrasou ainda mais – ficando interrompida até às 8h50. Já a estação Francisco Morato só foi reaberta por volta das 15h.

A CPTM alerta, porém, que caso as catracas sejam arrumadas antes da próxima segunda-feira, a tarifa voltará a ser cobrada.

 

fonte: http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5693241-EI8139,00-SP+apos+depredacao+estacao+da+CPTM+tera+entrada+gratuita.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *