A rebeldia compensa!

Fala de Lúcio Gregori na abertura do evento Cidades Rebeldes no dia 9 de junho de 2015, a partir de 1 hora e 10 minutos.

“A rebeldia compensa. É uma conclusão que cheguei clara e firmemente depois de 2013. Compensou pela revogação do aumento da tarifa em mais de cem cidades. Mas tem outros exemplos que mostram que ela compensa porque o aparato político brasileiro dos partidos, inclusive os de esquerda, não está preparado para absorver a rebeldia, para entender e lidar com a rebeldia. Existe um movimento chamado Rede Butantã, que fez um grupo de mobilidade, e que fez um projeto detalhado do sistema de transporte coletivo desejado pela população naquele local. E protocolou esse estudo, através de debates na subprefeitura, na secretaria dos Transportes etc. Que resposta teve? Nenhuma! O aparato formal da participação popular no Brasil não sabe lidar com isto. Mas na outra ponta, o movimento de transporte Extremo Sul, associado ao Movimento Passe Livre, no fundão da Zona Sul de São Paulo, Marsilac e tantos outros lugares, fez uma rifa, com esta rifa contratou um transporte coletivo à tarifa zero que serviu à população durante um tempo. E mais, interviram, interrompendo uma aula que o prefeito de São Paulo dava na Universidade de São Paulo, pelo que foram seguramente muito criticados por muitos, por fazer um ato dessa natureza, convenceram o prefeito a ir a Zona Sul, ele foi, e como resultado disso a prefeitura vai criar uma linha de transporte coletivo. E mais, vai criar uma linha de transporte experimental por 180 dias à tarifa zero! Conclusão: a rebeldia compensa!”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *