Boas experiências

Projeto Tarifa Zero e Municipalização, São Paulo, 1990

1º de outubro de 1990. A então prefeita de São Paulo, Luiza Erundina (PT), anuncia uma nova proposta de governo: a tarifa zero. De autoria do secretário de Transportes Lúcio Gregori, o projeto pretendia garantir a gratuidade total do transporte coletivo entre 1o de julho a 31 de dezembro de 1991. O projeto, definido por Lúcio como político e não técnico, visava garantir o direito de ir e vir para toda a população que gastava, em 1986, cerca de 22% do seu salário em transporte. [leia mais]

Tarifa zero em Tallin, Estônia

Tallinn, na Estônia, se tornou em 2013 a primeira capital europeia com transporte público gratuito para todos os seus habitantes. [leia mais aqui e aqui.]

Tarifa zero em Maricá, Rio de Janeiro

A cidade de Maricá, localizada na região metropolitana do estado do Rio de Janeiro a 50 quilômetros da capital, será o terceiro município do estado a implantar a medida, já adotada por Porto Real e Silva Jardim, e a primeira com mais de 100 mil habitantes a oferecer a tarifa zero. Intenção da prefeitura é zerar a cobrança em todas as linhas do município até 2016. [leia mais]

Tarifa zero em Jardim Silva, Rio de Janeiro

Desde fevereiro de 2014, andar de ônibus em Silva Jardim não custa um centavo além do que já é pago pelos moradores em impostos. [leia mais]

Tarifa zero em Muzambinho, Minas Gerais

Desde outubro de 2011 a cidade de Muzambinho, Minas Gerais, com pouco mais de 20 mil habitantes, oferece um sistema de transporte com tarifa zero.

Tarifa zero experimental no extremo sul de São Paulo

Linha experimental organizada por movimentos sociais  no trajeto Mambu-Marsilac. [leia mais]

Tarifa zero em Paulínia, São Paulo

A partir de 1º de outubro de 2013 na cidade de Paulínia, o transporte público funcionará com tarifa zero. Paulínia é um município de 85 mil habitantes e se encontra na região metropolitana de Campinas, São Paulo.

Tarifa zero em Agudos, São Paulo

Há dez anos, Agudos, uma pequena cidade ao lado de Bauru, interior de São Paulo, colocou em prática um projeto ousado. O transporte coletivo passou a ser gratuito, com a finalidade de facilitar a mobilidade dos quase 35 mil moradores para qualquer bairro, escola, trabalho, comércio ou serviço que desejassem. [leia mais]

Tarifa zero em Potirendaba, São Paulo

O poder executivo de Potirendaba implantou novamente o serviço de transporte coletivo gratuito para toda a população da cidade. O serviço, implantando em 1998, havia sido cancelado na última administração da cidade. O transporte abriga as necessidades de trabalhadores, estudantes, crianças e idosos de um bairro a outro da cidade em todos os dias da semana. [leia mais]

Tarifa zero em Diamantina, Minas Gerais

Experiência de dez dias de tarifa zero na cidade de Diamantina, Minas Gerais, durante a realização do 440 Festival de Inverno da UFMG. [leia mais]

Tarifa zero em Hasselt, Bélgica

A cidade de Hasselt, capital da província de Limburg, na Bélgica, faz parte de um pequeno, mas crescente, número de cidades ao redor do mundo que estão oferecendo tarifa zero no transporte público. Desde 1º de julho de 1997, as linhas municipais de Hasselt são de uso gratuito para todos e, no caso de linhas centrais, até mesmo não-habitantes da cidade usufruem da tarifa zero. [leia mais]

Planka.Nu, Estocolmo, Suécia

A idéia central do planka.nu é organizar uma forma simples de resistência e estimular usuários do sistema de transporte a não pagar a passagem, a andar de graça nas linhas de metrô. Entre 6 e 10% dos usuários já andavam de graça, ou seja, a prática de utilizar o transporte coletivo de graça já existia. Tudo o que tivemos que fazer foi organizar a ação. [leia mais]

Ônibus circulares a tarifa zero em Sydney, Austrália

A cidade de Sidney, na Austrália, oferece linhas circulares de ônibus gratuitos. Dois exemplos são as linhas no centro comercial da cidade e a linha do bairro residencial de Kogarah. [leia mais]

Tarifa zero em Changning, China

Desde o dia 1o de julho de 2008, moradores locais e visitantes podem desfrutar as três linhas de transporte público gratuitamente. Para bancar a iniciativa, o governo utilizou sete milhões de iuanes (aproximadamente um milhão de dólares). [leia mais]

Tarifa zero em Changzhi, China

Desde o dia 17 de setembro de 2009, a população de Changzhi – condado de característica industrial, com 320 mil habitantes, situada na província de Shanxi – pode utilizar gratuitamente qualquer ônibus da região. Esta política segue uma linha de ações de bem-estar social implantadas na China. [leia mais]

Tarifa zero no centro de Zagreb, Croácia

Governo de Zagreb, capital da Croácia, implementou um programa de transporte público gratuito como forma de retirar carros das ruas. [leia mais]

Tarifa zero em Gibraltar

O governo de Gibraltar, território britânico localizado na Península Ibérica, anunciou no dia 25 de maio de 2011 a introdução do serviço de ônibus gratuito para todos, com exceção da linha que cruza os limites do região. [leia mais]

Tarifa zero em Corvallis, EUA

O sistema de transporte de Corvallis, EUA, passou a operar com tarifa zero no dia 1º de fevereiro de 2012, custeada por uma Taxa Transporte aprovada pela Câmara Municipal, que cobrará $2,75 dólares por família mensalmente. [leia mais]

Lista global feita pelo site Fare Free Public Transport