[MPL Rio e Niterói] Sobre o ato do dia 28 e a jornada de lutas que se inicia

O ano se iniciou após o MPL-Rio e o MPL-Niterói terem organizado seu primeiro ato, em 20 de Dezembro, construído com outras organizações, indivíduos e movimentos. A luta contra o aumento das passagens municipais foi retomada após o Prefeito Eduardo Paes declarar que ele ocorreria em Janeiro de 2014. Porém no dia do ato o Tribunal de Contas do Município aconselhou que o prefeito não aumentasse as passagens, devido às irregularidades na analise das contas que envolvem a FETRANSPOR. Seguida da posição do prefeito de esperar até Fevereiro para ter a resposta do órgão, no mês Janeiro ficou suspenso de aumento na tarifa municipal no Rio. Continue reading “[MPL Rio e Niterói] Sobre o ato do dia 28 e a jornada de lutas que se inicia”

As tarifas aumentarão no Rio e haverá luta pela redução

A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou hoje que as tarifas de ônibus serão aumentadas, a partir do dia 8 de fevereiro, de R$ 2,75 para R$ 3,00. O Movimento Passe Livre do Rio de Janeiro já vinha organizando a luta para resistir a esse reajuste (e ao já em vigor nas linhas intermunicipais e autorizado nos trens) que significa o aumento no número de pessoas que podem andar de ônibus, reduzindo a liberdade de deslocamento dos mais pobres pela cidade, e precarizando a vida dos que ainda conseguem pagar pelas passagens – desde que deixem de gastar seus rendimentos com outras coisas.

Não é demais associar o aumento nas tarifas com a política de proibição do acesso de populações mais pobres, sobretudo jovens, como no caso dos rolezinhos nos shoppings e nas praias, assunto abordado no artigo abaixo, Pelo direito ao “rolezinho” pela cidade. A lição é clara: tarifa é muito mais do que fonte de custeio do sistema, é um método pouco sutil de controle sobre quem pode ou não pode ir a determinados lugares, em determinados horários.

Veja abaixo como foi a manifestação contra os aumentos puxada pelo MPL Rio, realizada na última terça, dia 28. A próxima está marcada para o dia 6, a partir das 17h, com concentração na Candelária. Continue reading “As tarifas aumentarão no Rio e haverá luta pela redução”

[Floripa] Frente de Luta pelo Transporte Público volta às ruas nesta terça

Ao menos dez mil pessoas devem participar do ato pela redução das tarifas do transporte coletivo de Florianópolis, marcado para amanhã, 25, a partir das 16h, em frente à Catedral Metropolitana. A manifestação tem como objetivo chamar o prefeito César Souza Júnior para abrir o diálogo e dar respostas concretas às demandas dos manifestantes. Além da diminuição imediata do preço das passagens, a Frente de Luta pelo Transporte Público exige a criação de um grupo de trabalho para discutir a implantação do projeto de Tarifa Zero em Florianópolis, a exemplo do que ocorreu no Distrito Federal.

Continue reading “[Floripa] Frente de Luta pelo Transporte Público volta às ruas nesta terça”

Estamos escrevendo a História!

Carregamos um mundo novo em nossos corações, que cresce a cada momento. Ele está crescendo neste instante […].
Buenaventura Durruti

Depois de passar os últimos dias em São Paulo, volto a Florianópolis com todos os pensamentos tomados pelo tema que tem monopolizado as conversas na cidade: as manifestações do Movimento Passe Livre. Não sei exatamente se foi por escolha ou por imposição da vida (talvez um misto dos dois) que deixei São Paulo para morar na capital catarinense, mas a verdade é que apesar dos mais de 5 anos e meio que se passaram, nunca rompi os laços políticos e afetivos que me ligam a SP, que se encontram mais fortes do que nunca por conta do momento político que atravessa a cidade.

Continue reading “Estamos escrevendo a História!”

As manifestações, a tarifa e a política

por Lúcio Gregori

O MPL e os demais movimentos, com as manifestações e a respectiva repercussão, trouxeram a questão dos transportes coletivos para onde deve se situar, ou seja, no campo da política

As manifestações promovidas pelo MPL e diversos outros movimentos e setores da sociedade civil contra o aumento das passagens dos transportes coletivos em São Paulo precisam ser entendidas em todos os seus aspectos.

Não se tratou de uma manifestação pontual contra o recente aumento das tarifas, que foram reajustadas abaixo da inflação por fator conjuntural e não por uma política tarifária permanente.

Foi uma manifestação para trazer à tona a discussão sobre a política de transportes públicos em geral e, particularmente, sobre a política tarifária, como se depreende das palavras de ordem e das entrevistas dos manifestantes. Continue reading “As manifestações, a tarifa e a política”

Eu tenho medo do preço da tarifa

Momento pedagógico em minissérie da Globo que me chega via camarada de Floripa: Chiquinha Gonzaga e a luta contra o aumento nas tarifas de bonde no Rio de Janeiro em 1880, a Revolta do Vintém. E da injustiça da cobrança do tributo – que é como acertadamente chamavam a tarifa – associaram a luta contra a escravidão e pela república. Para todos esses fins houve conflito e estamos vivendo tempos melhores por isso.

[São Paulo] Solidariedade aos presos no ato contra o aumento nas tarifas

Pessoal, uma das bases de sustentação da luta é a solidariedade. Na noite de ontem aproximadamente 20 manifestantes foram presos e ainda permanecem assim. Hoje à tarde este caso sai da esfera da delegacia e cairá na mão de um juiz responsável. Ele poderá decidir se mantém ou não a absurda exigência de finanças de até R$ 20 mil reais.

De qualquer forma, o movimento precisará de uma considerável quantia de dinheiro para prestar auxílio aos detidos. Todos e todas devem cuidar uns dos outros nesses momentos, a luta é uma só.

Seguem dados para contribuição individual e coletiva (se você for de uma organização, um sindicato etc., e sua organização tiver melhores condições para contribuir, faça!):

Neste momento é o Movimento Passe Livre agora precisa de colaboração, amanhã serão outros.

Contato: [email protected]

Doações
Caixa Econômica Federal
Agência 1365
Operação: 013 (poupança)
Erica Oliveira do Nascimento (CPF: 384.584.808/16)
Conta: 00021371-3

Existe luta em São Paulo


Isso que é amor em SP. Foto: Graziela Kunsch
[clique na imagem para ampliar]

Trecho final da manifestação contra o aumento de 11 de junho de 2013, minutos antes de a Polícia Militar disparar bombas e mais bombas de gás.

[São Paulo] Fotos do ato de 11 de junho de 2013


Durante o disparo de bombas de gás lacrimogênio, pessoas se refugiam na cozinha de um bar diante do Terminal Parque Dom Pedro e usam pano molhado com vinagre para respirar. Foto: Alexandre R. Pereira

[clique na imagem para ampliar e em ‘continua’ para ver mais imagens]

Fotografias do ato contra o aumento de 11 de junho de 2013, que reuniu mais de 12 mil pessoas nas ruas, apesar da forte chuva. Continue reading “[São Paulo] Fotos do ato de 11 de junho de 2013”

[São Paulo] Uma manifestação histórica encerrada pela violência unilateral da polícia militar

Detesto ter de escrever um texto como esse. Tenho muito mais vontade em falar sobre como foi emocionante andar pelas ruas de São Paulo ao lado de 15 a 20 mil pessoas, sob forte temporal. Uma chuva grossa que afastou uma parte considerável dessa galera, mas fortaleceu quem decidiu ficar. Ficar pra valer, com certeza de que essa tarifa será reduzida agora, imediatamente, certeza de que o transporte não estará mais nas mãos de empresas privadas (ou regido sob um viés privado ainda que em controle do poder público) e certeza de que essa tarifa nem deveria existir. Simples, ora, como já escrevemos tantas e tantas vezes, o deslocamento deve ser um direito, algo que caiba a todo mundo, sem exclusão, assim como o é a saúde e a educação.

Gostaria muito mais de celebrar o nosso campo de luta, dando ênfase no Movimento Passe Livre, que é indiscutivelmente de esquerda, de esquerda de verdade: se motiva pelas necessidades populares, contra as derrotas que o capitalismo tenta nos impor e por projetos que garantam melhores condições de vida para o conjunto mais explorado da nossa sociedade. Está do lado das pessoas, não dos governos. Enfim, a tarifa de ônibus não tem partido e deve ser combatida, independente da conjuntura do poder. A tarifa é um muro de Israel, que impede a passagem de um povo por seu território. A tarifa é um apartheid urbano. Continue reading “[São Paulo] Uma manifestação histórica encerrada pela violência unilateral da polícia militar”

[São Paulo] Mais imagens do ato de 6 de junho


Policiais protegidos com escudos e capacetes reprimem manifestação com balas de borracha, bombas de gás lacrimogênio com silicone (que permanecem mais tempo no ar e no corpo de quem é exposto a esse gás) e spray de pimenta. Embaixo/à direita, skatista defende o passe livre. Foto: Alexandre R. Pereira
[clique nas imagens para ampliar]

Clique em “continua” para ver mais imagens. Continue reading “[São Paulo] Mais imagens do ato de 6 de junho”

Tarifa zero, do PT de Erundina ao PT de Haddad

por Thaís Carrança

A mudança do partido em relação à proposta de gratuidade nos transportes é reflexo da mudança do próprio PT, já bastante debatida em dez anos de gestão Lula-Dilma

“Uma bandeira, às vezes, coloca uma utopia, mas que indica um problema que é, no caso, o peso do transporte no bolso do trabalhador.” A declaração é do prefeito paulistano Fernando Haddad, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, publicada em 10 de junho. Após justificar a ação violenta da Polícia Militar em manifestações contra o aumento das tarifas dos transportes públicos na capital, o petista declarou ser uma “utopia” o que um dia foi proposta de governo do PT, durante gestão da prefeita Luiza Erundina (1989-1992). Continue reading “Tarifa zero, do PT de Erundina ao PT de Haddad”