[Floripa] Faixa exclusiva

Três dias após o 3º Ato Contra o Aumento da Tarifa, no qual manifestantes ocuparam a Avenida Beira Mar Norte e lá pintaram uma faixa exclusiva para ônibus, a prefeitura de Florianópolis anunciou um programa de obras “para melhorar a mobilidade urbana na cidade”. Com um custo total de R$ 750 milhões, o pacote inclui a construção de 17 quilômetros de faixa exclusiva para ônibus, que irá demorar três anos para sua conclusão.

Segundo o prefeito, essa será “a maior intervenção já feita na história do transporte coletivo de Florianópolis”. Enquanto isso, o Movimento Passe Livre Floripa e a Frente de Luta pelo Transporte fizeram, em menos de um dia, 2 quilômetros de faixa exclusiva para ônibus, gastando menos de R$ 100,00 e usando seus próprios recursos. Quem são os verdadeiros vândalos?

Veja aqui um vídeo do Ato e da pintura da faixa exclusiva.

Entrevista com o professor Werner Kraus, sobre o trasporte público de Florianópolis

Entrevista com o professor Werner Kraus, sobre o trasporte público de Florianópolis. from Vinicius (Moscão) on Vimeo.

por Vinicius Possebon

Entrevista com o professor Werner Kraus Junior sobre o aumento das tarifas em Florianópolis, construção do teleférico e sobre a proposta de tarifa zero.

Werner Kraus Junior é professor no Departamento de Automação e Sistemas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e dedica-se à pesquisa em engenharia de tráfego, principalmente nos temas ligados ao transporte público.

Sucinto



Em menos de um minuto o Khaled, do MPL Floripa, resumiu muitas das questões centrais em jogo nessa caminhada rumo à tarifa zero. Uma entrevista atemporal, pelo menos até conquistarmos o novo modelo de transporte voltado para a vida da população e não para os negócios.

10 anos da Revolta da Catraca

por Carol Cruz

Este é um texto bem pessoal, baseado quase que completamente na memória afetiva, por isso peço antecipadamente desculpas por prováveis imprecisões. Foi também escrito às pressas, a guisa de homenagem e rememoração do aniversário de 10 anos da Revolta da Catraca de Florianópolis, SC. Não vou me aprofundar sobre o que foi este evento que marcou de modo ímpar a vida na cidade e colocou definitivamente a reivindicação de um transporte coletivo público e de qualidade na pauta política de Florianópolis, sobre tudo na de seus movimentos sociais1. Aqui eu escrevo um pouco sobre a sua importância para a formação de um grupo específico, o MPL- Floripa – uma das origens do Movimento do Passe Livre, que se encontra hoje em diversas cidades do país e que ano passado foi fundamental para recolocar o tema do transporte coletivo no debate político nacional. Continue reading “10 anos da Revolta da Catraca”

[Floripa] Nota pública do Movimento Passe Livre sobre o processo de licitação do transporte coletivo

por Movimento Passe Livre Florianópolis

Dez anos depois do SIT, o velho ressurge como novo: não queremos concessão!

A prefeitura de Florianópolis anunciou que irá divulgar, em audiência pública marcada para segunda-feira, 09/09, o edital que regulará o processo de contratação das empresas que explorarão o serviço de transporte coletivo na cidade. Aproveitando um momento em que todo o país foi às ruas para demonstrar sua insatisfação frente a um sistema de mobilidade precário, ineficiente e inacessível para a maioria da população, o Prefeito aparece agora com esse edital. Em primeiro lugar, gostaríamos de lembrar que a prefeitura, ao tocar na questão das concessões, não está fazendo mais do que a sua obrigação. Tais concessões, que regulam o serviço de transporte público em Florianópolis, estão vencidas desde fevereiro de 2009 e as empresas seguem operando com contratos “emergenciais”. Mais do que isso, lembramos que a estratégia não é nova, e as mesmas ilusões vendidas há 10 anos atrás, serão renovadas. Continue reading “[Floripa] Nota pública do Movimento Passe Livre sobre o processo de licitação do transporte coletivo”

Ele ajudou a fundar o Movimento Passe Livre, entrevista com Marcelo Pomar

por Coletivo Maria Tonha

Aos 19 minutos e 23 segundos de “Impasse”, documentário sobre as lutas contra o aumento da tarifa em Florianópolis, há uma cena que tem lugar no Fórum Social Mundial de 2005, ocorrido em Porto Alegre. Nela, Marcelo Pomar aparece segurando um microfone e lendo uma carta de princípios de uma organização “apartidária, mas não anti-partidária”. Era a plenária de fundação do Movimento Passe Livre, o MPL.

Oito anos mais tarde, o MPL vive seu momento de maior fama. Isso graças ao seu papel indutor nos protestos contra o aumento da tarifa de transporte público em São Paulo, que posteriormente acabaram se desdobrando em protestos massivos por todo o Brasil.

Já Marcelo Pomar, hoje com 31 anos, graduado em História pela Udesc e professor de xadrez, não está mais no dia a dia do MPL por conta do atual trabalho – é assessor de uma parlamentar na Assembleia Legislativa de Santa Catarina – mas segue sendo um dos principais quadros teóricos do movimento. Já falou no TEDxFloripa, em 2011, em apresentação intitulada “Por uma vida sem catracas”. No último dia 10 de julho, discursou no plenário da Câmara, em Brasília, em que comentou os recentes protestos que acometeram o país, além também de ter discorrido sobre o projeto Tarifa Zero.

O coletivo Maria Tonha realizou uma longa entrevista com Marcelo para falar sobre a fundação do MPL, as Jornadas de Junho e a Tarifa Zero. Continue reading “Ele ajudou a fundar o Movimento Passe Livre, entrevista com Marcelo Pomar”

Da direita à esquerda: fogo das ruas sacode a política institucional

por Simara Pereira e Victor Khaled

Em 17 de julho, Edson Moura Junior (PMDB) anunciou a implementação da Tarifa Zero no sistema de transporte coletivo de Paulínia, a partir de 1º de outubro, sendo a primeira cidade da Região Metropolitana de Campinas a adotar a medida.  A Prefeitura abolirá a tarifa, que custa um real, subsidiando integralmente o custo do sistema. É isso: Tarifa Zero, simples assim. Que venham vários a reboque. Continue reading “Da direita à esquerda: fogo das ruas sacode a política institucional”

[Floripa] Catracaço: Polícia para quem?

por Frente de Luta pelo Transporte Público

O catracaço já havia começado. Homens e mulheres de todas as idades passavam por cima ou por baixo da catraca. Mas como em qualquer outro lugar as gestantes precisam de condições especiais.

Para que a mulher grávida pudesse aproveitar a Tarifa Zero, o portão tinha que ser aberto. Não foi o que aconteceu. Os guardas patrimoniais do terminal não cederam, mesmo com a insistência dos manifestantes.

A confusão começou quando o portão foi retirado à força, abrindo caminho para a gestante e facilitando a Tarifa Zero na plataforma B do Terminal do Centro (Ticen). Continue reading “[Floripa] Catracaço: Polícia para quem?”

[Floripa] Ca­tra­ca­ço, s.m

por Frente de Luta pelo Transporte Público de Florianópolis

Os dias 04 e 05/07 colocaram um novo vocábulo no dicionário manezês: catracaço. A definição poderia ser algo como: “s.m. Ato de passar pela catraca sem pagar a tarifa, em protesto”. Mas ainda há que se pensar qual o real significado dos milhares de “pulos” de catraca realizados em Floripa na semana passada. Trata­-se de um ato de desobediência civil, sem dano ao patrimônio, que atinge tão somente aos empresários, que, sabemos,mantém a “caixa­ preta” do transporte. Mais do que isso, o catracaço é uma forma de dizer ao emudecido poder público que é hora de apresentar respostas. Continue reading “[Floripa] Ca­tra­ca­ço, s.m”

[Floripa] Hoje: Ticen recebe aulão público sobre o projeto Tarifa Zero

A Frente de Luta pelo Transporte e o Movimento Passe Livre (MPL) oferecem um aulão público sobre o projeto Tarifa Zero nesta quarta-feira, às 18h, em frente ao Terminal de Integração do Centro (Ticen), em Florianópolis. Os integrantes do movimento pretendem tirar dúvidas em relação aos impactos de um transporte coletivo gratuito, além de expor maneiras de viabilizá-lo economicamente.

A atividade começa às 17h, com distribuição de cartilhas explicativas e exibição de um vídeo sobre o projeto Tarifa Zero. “O vídeo será exibido continuamente até as 18h, e esperamos disponibilizar pelo menos trinta cadeiras para os cidadãos que quiserem participar do aulão. Será uma grande oportunidade para a população entender e discutir nossas propostas”, explica Victor Khaled, integrante da Frente e do MPL.

Um dia após o aulão, na quinta-feira, 11, o movimento volta às ruas para somar forças à paralisação nacional dos trabalhadores, realizando o sexto protesto pela redução da tarifa de ônibus em Florianópolis. Os manifestantes se concentrarão às 14h no Ticen e, duas horas depois, se juntam ao ato unificado convocado pelas oito centrais sindicais brasileiras.

Aulão público sobre o projeto Tarifa Zero

Dia 10 de julho, quarta-feira, a partir das 18 horas

Terminal Integrado do Centro (TICEN)

Ato pela redução da tarifa

Dia 11 de julho, quinta-feira, a partir das 14 horas

Terminal Integrado do Centro (TICEN)

 

Impasse

por Juliana Kroeger e Fernando Evangelista

Impasse (Documentário Completo – Original) from Doc Dois on Vimeo.

Impasse é um documentário sobre as manifestações contra o aumento da tarifa do transporte coletivo. Foi produzido em Florianópolis em 2010. Além de cenas que não foram exibidas em nenhuma tevê, incluindo flagrantes de violência policial, Impasse revela o que pensam usuários, empresários e representantes dos governos municipal e estadual. O documentário aborda, ainda, o Projeto Tarifa Zero, principal bandeira do Movimento Passe Livre • Saiba mais em docdois.com.br • Produção, direção e roteiro: Juliana Kroeger e Fernando Evangelista • Edição: Juliana Kroeger • Finalização: Lucas Barros • Edição de áudio: Nicolau Varela • Imagens: Fernando Evangelista • Imagens Adicionais: Carlos Cazé, Hans Denis Schneider, Juliana Kroeger, Karem Kilim, Silvestre Lacerda • Comissão de Edição: Carlos André dos Santos, Fabrizio Reis Luciani, Luiza Bodenmüller, Marino Mondek, Vinícius Possebon

[Floripa] Quem experimenta a Tarifa Zero não consegue mais parar

E não é que o povo da cidade gostou mesmo de fazer um catracaço?

Segundo notícia publicada na página do Notícias do Dia (ver aqui), após a paralisação dos ônibus ocorrida na manhã de hoje, organizada pelo sindicato dos trabalhadores do transporte (Sintraturb), a população espontaneamente pulou as catracas do Ticen, implementando mais uma vez a Tarifa Zero. Parece que o catracaço veio para ficar!

E assim seguimos lutando por uma vida sem catracas. Hoje tem novo ato a partir das 16h no Ticen. Bora lá, galera!